São Paulo goleia e é o time brasileiro com melhor estreia na segunda fase da Libertadores

São Paulo goleia o Toluca

Jogando nesta quinta-feira (28/04) no Morumbi, o São Paulo não tomou conhecimento do Toluca e goleou o time mexicano por 4 a 0. Com esse resultado, o Tricolor, praticamente, encaminhou a sua classificação para as quartas de final e foi a equipe brasileira com melhor estreia na segunda fase da Copa Libertadores. Corinthians e Atlético Mineiro empataram fora de casa, respectivamente, contra o Nacional do Uruguai e Racing da Argentina. Já o Grêmio acabou perdendo em casa para o Rosario Central e se complicou na principal competição da América do Sul.

 

Goleada tricolor

São Paulo goleia o Toluca 2

Na noite fria desta quinta-feira m São Paulo, a torcida tricolor demonstrou mais uma vez a sua paixão pela Libertadores e quebrou o recorde de público do futebol brasileiro na temporada. No confronto contra o Toluca do México, pelas oitavas de final da Libertadores, 53.241 torcedores estiveram presentes no estádio do Morumbi, onde presenciaram uma das melhores partidas do Tricolor em 2016, que culminou na goleada por 4 a 0.

 

O segundo maior público também pertence ao São Paulo. Foi na vitória por 2 a 1 sobre o River Plate, válida pela fase de grupos da Libertadores, há duas semanas, quando 51.342 torcedores compareceram ao Morumbi.

 

O placar de 4 a 0 para o São Paulo foi construído com gols do argentino Centurión, duas vezes, Thiago Mendes e Michel Bastos. Agora, o São Paulo joga na próxima semana no México, onde se classifica com qualquer empate, ou até mesmo perdendo por uma diferença de três gols. Para se classificar, o Toluca terá que vencer por 5 a 0, ou por 4 a 0 para disputar nos pênaltis.

Corinthians empata

Football Soccer - Nacional v Corinthians  - Copa Libertadores - Gran Parque Central stadium - Montevideo, Uruguay. 27/4/16. Corinthians Rodriguinho (C) and Nacional's Gonzalo Porras (L) and Leandro Barcia. REUTERS/Andres Stapff

Football Soccer – Nacional v Corinthians – Copa Libertadores – Gran Parque Central stadium – Montevideo, Uruguay. 27/4/16. Corinthians Rodriguinho (C) and Nacional’s Gonzalo Porras (L) and Leandro Barcia. REUTERS/Andres Stapff

As outras três equipes brasileiras que disputam essa fase da Libertadores jogaram na quarta-feira, 27. Em Montevideo, a defesa do Corinthians jogol mal contra o Nacional, ocasião em que o goleiro Cássio se destacou com grandes defesas. O resultado de 0 a 0 leva a decisão para a Arena Itaquera, onde o Corinthians terá que evitar gols do adversário para não dificultar a sua classificação. Se empatar por qualquer placar a partir de 1 gol, o time uruguaio estará classificado. Já o Corinthians terá que vencer para avançar na competição. Caso empatem por 0 a 0, a classificação será disputada nas penalidades máximas.

Atlético empata

Galo empata

Jogando no estádio Avellaneda, na grande Buenos Aires, o Atlético Mineiro, não conseguriu superar a equipe do Racing. O Galo jogou melhor, perdeu algumas claras oportunides de gol, mas, não conseguiu marcar. Como o time argentino também perdeu algumas oportunidades, o empate em 0 a 0 pode ser considerado um bom resultado para os brasileiros, uma vez que, agora, o Galo vai decidir no Independência, onde sempre jogou muito bem pela Libertadores. A exemplo do Corinthians, na próxima semana, o Atlético terá que vencer ao menos por 1 a 0 para avançar às quartas de final. Se repetirem o placar da Argentina, Atlético e Racing disputarão nos pênaltis a classificação.

Grêmio perde em casa

Grêmio perde em casa

 

E dos quatro times brasileiros, o Grêmio foi o que decepciou no jogo de ida. Três dias após se despedir do Campeonato Gaúcho, o Tricolor de Porto Alegre voltou a jogar mal e perdeu de 1 a 0 para o Rosario Central da Argentina. O resultado deixou o Grêmio numa situação complicadíssima, pois, agora, no jogo de volta, terá que vencer no campo do adversário para se classificar. Enquanto isso, o Rosario conseguiu um grande resultado que o tranquiliza muito para decidir em casa, onde se classifica para as quartas de final da Libertadores com qualquer empate. (Renato Ferreira)

Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *